Associação dos Antigos Alunos da PUC-Rio

Seja um associado

Dança e sumô dão ouro aos humanoides da RioBotz na RoboGames, nos EUA

18 de maio de 2018

Robôs das categorias combate e solar trouxeram mais quatro pratas. São tantas medalhas, troféus, campeonatos, tantos anos de tão importantes conquistas, que fica bem difícil ser original quando o assunto é a Riobotz/PUC-Rio, equipe de robótica formada por alunos de graduação da Universidade, sob a coordenação o professor Marco Meggiolaro, da Engenharia Mecânica.

Mesmo desfalcada, levando apenas nove de seus 20 alunos, a equipe conquistou seis medalhas na RoboGames, a mais importante competição mundial de robótica, realizada de 27 a 29 de abril, na Califórnia, EUA. O ouro brilhou para os humanoides Psy Volt, que, pela terceira vez, encantou com a coreografia na categoria Freestyle, e para o tetracampeão Spider Volt, na categoria Sumô.

As medalhas de prata foram conquistadas pelo Touro Maximus (100kg) e outros três robôs das categorias de combate e solar. Touro Maximus, excepcionalmente pilotado pelo coordenador, em virtude da ausência do experiente piloto Daniel Freitas, venceu utilizando o efeito giroscópico, que possibilita o controle do robô como um peão de brinquedo. “Na terceira luta, contra dois robôs de 50kg cada, os Crash ’n Burn, a RioBotz venceu antes que conseguissem aplicar sua estratégia de cercar o adversário e queimá-lo com chamas a 2 mil °C”, revela Meggiolaro.

O Touro Maximus ainda venceu os famosos robôs norte-americanos Gruff, Lucky, e os maiores campeões da história da RoboGames, Sewer Snake e Original Sin. ”A final foi novamente contra o Original Sin e, após três minutos de luta intensa, Touro Maximus levou prata pela decisão dos juízes“, explica o coordenador.

Na categoria Photovore, em que os robôs movidos à energia solar devem desviar de obstáculos para atingir uma fonte de luz, o robô Invictus conquistou a prata. Já o Mini Puma+ também chegou à prata na categoria Combate Beetleweight Autônomo (até 1,3kg), e o Mini Maloney conquistou a prata na categoria Combate Beetleweight (até 1,3kg).

Segundo Meggiolaro, todos os alunos da RioBotz exerceram um papel fundamental no sucesso de cada prova, em especial as do Touro Maximus, em que tiveram apenas 40 minutos para consertar o robô após cada luta. “O entrosamento da equipe impressionou os norte-americanos, que nos compararam com as equipes da Nascar (associação automobilística norte-americana que sanciona e controla múltiplos eventos de esporte a motor, em especial competições de stock car) ”, ressalta.

Nota:

O robô Minotauro está pronto para a temporada 2018 da série americana Battlebots ! A estreia nos EUA será nesta sexta-feira 11 de maio às 20h, no Discovery (ainda sem previsão de distribuição no Brasil): https://battlebots.com/2018-season-robots

Fonte: Assessoria de Comunicação – Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos – 08/05/18

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Please enable javascript to post a comment !

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Últimas Notícias