Associação dos Antigos Alunos da PUC-Rio

Seja um associado

ELEIÇÕES 2018: UM CONVITE PARA REFLEXIONAR

22 de outubro de 2018

 

Permito-me interromper as nossas reflexões sobre possíveis e desejáveis relações entre a PUC-Rio e seus Antigos Alunos, para refletir sobre as recentes eleições e a mensagem que elas nos transmitem em termos de princípios e valores que uma Universidade como a PUC, dadas a suas origens e inspiração cristã e católica, se esforça por defender: princípios e valores que, como temos sublinhado anteriormente, a maioria dos nossos alunos e ex-alunos, mesmo sem serem cristãos nem católicos, de algum modo compartem.

Ao nível nacional, e sobretudo em termos da eleição presidencial, os grandes e tradicionais partidos e seus ilustres e bem conhecidos representantes saíram em grande parte derrotados. Mais de 20% da população se absteve de votar e dos que votaram uma relativa maioria preferiu votar no “novo”, naquele e naqueles, seus seguidores, que representavam uma mudança. No importava que esse “novo” comportasse alguns excessos, e que o seu principal representante fosse considerado um radical ou fosse apelidado de “ultra” tanto pela imprensa nacional como também de outros países. No dia depois das eleições, a manchete mais repetida na imprensa internacional estava redigida nesses ou parecidos termos: “O ultra Bolsonaro consegue um claro triunfo no Brasil”. Foram também membros do partido de Bolsonaro, um deles seu próprio filho, que como deputados estaduais e federais foram os mais votados na história do país.

Como toda eleição, as eleições de 2018, sobretudo as eleições presidenciais, constituem um chamado para refletirmos sobre princípios e valores que todo partido político, embora por caminhos e modos diversos, deveria sempre defender e promover: princípios e valores que representam os interesses da maioria da população, sobretudo, mas não unicamente, da população mais pobre e necessitada. Com frequência interesses particulares de classes e grupos mais poderosos e influentes, para não dizer a ambição e cobiça de alguns, contribuem para que os interesses, as necessidades da maioria da população sejam esquecidas e deixadas de lado. Ao dizer isso penso, não apenas em necessidades puramente materiais, não apenas em termos de algo para comer, mas também em necessidades nas áreas da saúde, da educação e da segurança para todos.

Naturalmente, não basta ter bons objetivos, mas também é necessário que os meios que empregamos para alcança-los sejam também justos e respeitem a liberdade e a dignidade de todos. É importante, portanto, que, qualquer que seja o vencedor dessas eleições e acabe assumindo as responsabilidades pelo governo do Brasil, tenha não apenas objetivos claros e que respondam às principais necessidades do Brasil nos dias de hoje, sobretudo as necessidades dos que mais precisam de ajuda, mas também empregue meios eticamente aceitáveis. Escrevo essas linhas antes de conhecer o resultado final das eleições do segundo turno, mas no meu entender as considerações que me permiti fazer aplicam-se a quem quer que vença esse segundo turno.

 

                                                                                                        Francisco Ivern, S.J.          

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Please enable javascript to post a comment !

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Últimas Notícias

  • 30 de março de 2020

    Programa de Bolsas da Fundação Estudar

    Quer apoio financeiro para fazer sua graduação, duplo diploma ou intercâmbio acadêmico no exterior? Quer entender melhor sobre o programa e como é fazer parte da maior comunidade de transformadores do Brasil?

    Conheça o Programa de Líderes, o programa de bolsas da Fundação Estudar.

    O programa (...) Leia mais

  • 23 de março de 2020

    Edital de Inovação para a Indústria: Missão Contra Covid-19

      O SENAI acaba de lançar uma nova categoria no Edital para Inovação da Indústria: a Missão Contra Covid-19, que apoia e financia projetos que desenvolvam soluções de impacto aos problemas gerados pela p