Associação dos Antigos Alunos da PUC-Rio

Seja um associado

O Papa Francisco desafia a PUC-Rio

4 de abril de 2014

O título deste artigo pode parecer estranho, mas é verdadeiro. A PUC-Rio é uma universidade pontifícia, ou seja, uma instituição católica que pela sua excelência e “catolicidade” é elevada à categoria de “pontifícia”, e por esse motivo mantem um vínculo muito especial com a Santa Sé. Como o Papa Francisco vem chamando a atenção de toda a Igreja para a necessária coerência com os valores que a inspiram, sem dúvida ele também questiona e desafia a nossa PUC-Rio.

À luz do que o Papa Francisco vem reforçando em suas palavras e atitudes, a universidade pode se questionar se esses mesmos valores estão de fato presentes na formação dos futuros profissionais.

Para o Papa Francisco, o católico, seja um indivíduo, seja uma instituição, há que ser, senão pobre, viver austeramente e trabalhar para os pobres, e “os pobres não podem esperar”. Na Exortação Apostólica Evangelii Gaudium, faz uma crítica ao suposto crescimento econômico estimulado por um livre mercado, o que inevitavelmente produz maior desigualdade e exclusão social.

Segundo Francisco, “Assim como o mandamento ‘não matar’ põe um limite claro para assegurar o valor da vida humana, assim também hoje devemos dizer ‘não a uma economia da exclusão e da desigualdade social’. Esta economia mata”.

Uma posição tão contundente como essa deveria provocar, no mínimo, uma análise crítica da própria universidade – entenda-se cada departamento – sobre a linha a partir da qual os seus jovens vêm sendo formados e as maneiras pelas quais discussões como essas podem ser cada vez mais incorporadas às aulas e às atividades de pesquisa e de produção de conhecimento.

Hoje, somente poderia se chamar de “pontifícia” uma universidade que se questione permanentemente sobre seu papel e seu resultado concreto ao formar profissionais a partir de uma determinada ética humanista e baseada na justiça, equidade e inclusão social.

A universidade pontifícia que não fizesse isso de forma sistemática, e simplesmente se limitasse a formar profissionais de sucesso para o mercado, não teria diferencial algum com relação a outras tantas instituições de ensino superior de nosso país.

 

Andrea Ramal

Presidente da AaA-PUC-Rio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Please enable javascript to post a comment !

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Últimas Notícias

  • 24 de maio de 2019

    Manhã com Psicologia

    O Departamento de Psicologia e o Instituto Associação Accelerated Experimential Dynamic Psychotherapy (AEDP/Brasil) promovem o encontro Cenas de uma Primeira Sessão - A AEDP em ação!, no dia 1° de junho, às 9h, no auditório do RDC. Para alunos de graduação da PUC-Rio, custa R$ 30, alunos de graduação e pós-graduação, R$ 40, e os dema (...) Leia mais
  • 24 de maio de 2019

    Programação Instituto Gênesis

    Workshop

    Ministrado por Marcelo Vig, o workshop Criatividade e Inovação na Música vai abordar novas tecnologias, composição e técnicas de produção musical em estúdio. Músicos, produtores, DJs, MCs e profissionais interessados em ampliar o campo de trabalho podem se inscrever. O primeiro enco (...) Leia mais

  • 24 de maio de 2019

    Moda e Sustentabilidade

    Fundador e diretor de criação e estilo da Osklen, Oskar Metsavaht, participará de um bate-papo no dia 31, às 9h, na sala 102-K. Leia mais